Duendes - Catar.se

Opa! Fui selecionado com outros para a antologia de fantasia sombria Duendes - Contos Sombrios de Reinos Invisíveis, organizado por Ana Lúcia Merege. O livro estava em financiamento coletivo, seguindo este link, e já encerrou. Obrigado a todos que participaram!

segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Prêmio Odisseia - Vencedores


Finalistas e vencedores no palco. Fonte: Literatura RS

Evento anual de literatura fantástica sediado em Porto Alegre, a VI Odisseia de Literatura Fantástica este ano trouxe uma premiação, realizada dia neste domingo dia 25 de Agosto. Segue lista de finalistas e vencedores (estes, em primeiro e em destaque) de cada categoria.

Narrativa LONGA Literatura Juvenil
Ana Lúcia Merege – Orlando e o escudo da coragem – Editora Draco.
Juliana Feliz – As cinzas de Altivez – Midiograf.
Miriam N. Dohrn – Detektis – SGuerra Design.

Narrativa LONGA Horror
Carolina Mancini – Nihil – Editora Estronho.
Danilo Correa – Sob a escuridão – Cervus Editora.
Pablo Amaral Rebello – Peixeira & Macumba – Independente.

Narrativa CURTA Horror
Isabor Quintiere – Madres – Editora Escaleras.
André Balaio – O lado de lá – Editora Patuá.
Marcelo Augusto Galvão – Sombras no coração – Independente.

Narrativa LONGA Ficção Científica
Ricardo Labuto Gondim – Corrosão – Editora Caligari.
Luiz Mauricio Azevedo Silva – Pequeno espólio do mal – Editora Figura de Linguagem.
Roberto de Sousa Causo – Mestre das marés – Editora Devir.

Narrativa CURTA Ficção Científica
Saulo Adami – A invasão dos macacos – Editora DTX.
Alexandre Veloso de Abreu – A necronauta – Editora Scriptum.
Fábio Fernandes e Nelson de Oliveira – Oneironautas – Editora Patuá.

Narrativa LONGA Fantasia
Paola Siviero – O auto da maga Josefa – Dame Blanche.
Simone Saueressig – De ferro e de sal – Independente.
Yasmim Naif Amin Mahmud Kader – Caçada às estrelas da noite: sob o céu da noite eterna I – Independente.

Narrativa CURTA Fantasia
Gabriel Cianeto – Oceano sorvete de uva – Editora Multifoco.
Deise Soares Ferraz de Vargas – A ponte de paladinos – Independente.
Marcelo Bighetti – Sacrifício consumado – Independente.

Bom ver alguns nomes repetidos, o que pode indicar que há um público votante que esteja gostando de uma mesma produção: Corrosão e O Auto da Maga Josefa, que no Prêmio Argos foram finalistas de Melhor Romance (perdendo para A Mão Que Pune - 1890), aqui ganharam em Narrativas Longas de seus próprios gêneros. Lá, o vencedor de Melhor Conto, Sombras no Coração, foi o finalista aqui em  Narrativas Curtas de Horror.

Mais cedo no ano, no Prêmio LeBlanc, O Auto da Maga Josefa também ganhou na categoria de Romance Nacional de Fantasia, FC ou Terror.

Nota-se a presença dos independentes entre os finalistas, assim como a diversidade das editoras, sem nenhuma de grande porte.

Parabéns aos organizadores, participantes e vencedores!

Nenhum comentário: